Para o Dia Mundial da Saúde de 2017, a Organização Mundial da Saúde (OMS) deu início a uma campanha sobre depressão, transtorno que pode afetar pessoas de qualquer idade em qualquer etapa da vida.
A palavra depressão provém do termo latim depressus, que significa “abatido” ou “aterrado”. Trata-se de um distúrbio emocional podendo traduzir-se num estado de infelicidade, o qual pode ser transitório ou permanente.
Para a medicina e a psicologia, a depressão é um síndrome ou um conjunto de sintomas que afectam principalmente a área afectiva/emocional de uma pessoa. Posto isto, a tristeza patológica, o estado de fraqueza, a irritabilidade e as alterações de humor podem causar uma diminuição no rendimento profissional ou uma limitação na respectiva vida social.
A maioria das doenças, mentais e físicas, é influenciada por uma combinação de factores biológicos, psicológicos e sociais. A saúde física e mental influencia-se mutuamente. O estado afectivo ansioso, por exemplo, desencadeia uma cascata de mudanças adversas no funcionamento endócrino e imunitário e cria uma susceptibilidade maior a uma serie de doenças físicas. O comportamento saudável, que diz respeita a actividades como regime alimentar, exercício físico, prática sexual, uso de fumo e uso de bebidas alcoólicas também está relacionado com a saúde mental e influencia a saúde física.

– Tipos e sintomas

Um episódio depressivo pode ser categorizado como leve, moderado ou grave, a depender da intensidade dos sintomas. Um indivíduo com um episódio depressivo leve terá alguma dificuldade em continuar um trabalho simples e atividades sociais, mas provavelmente sem grande prejuízo no funcionamento global. Durante um episódio depressivo grave, é improvável que a pessoa afetada possa continuar com atividades sociais, de trabalho ou domésticas.O transtorno depressivo recorrente envolve repetidos episódios depressivos. Durante esses períodos, a pessoa experimenta um humor deprimido, perda de interesse e prazer e energia reduzida, levando a uma diminuição das atividades em geral por pelo menos duas semanas.

– Tratamento

Existem tratamentos eficazes para depressão moderada e grave. Profissionais de saúde podem oferecer tratamentos psicológicos, como terapia cognitivo-comportamental e psicoterapia interpessoal ou medicamentos antidepressivos.
Os tratamentos psicossociais também são efetivos para depressão leve. Os antidepressivos podem ser eficazes no caso de depressão moderada-grave, mas esses medicamentos não são a primeira linha de tratamento para os casos mais brandos.
Alguns tipos de depressão não podem ser evitados já que algumas teorias científicas indicam que eles podem ser causados pelo mau funcionamento do cérebro. Mas há boas evidências de que ela pode ser evitada com bons hábitos de saúde. Uma alimentação adequada, exercícios físicos, não fumar, férias, não trabalhar em excesso e guardar um tempo para fazer as coisas que gosta.

Fonte: Clique aqui.

1
Olá,
como o podemos ajudar?
Powered by